Nível do Rio Madeira continua subindo e pode ultrapassar 17 metros até domingo

27/03/2018

 

Nível do Rio Madeira continua subindo e pode ultrapassar 17 metros até domingo, diz Defesa Civil

 

O nível do Rio Madeira continua subindo e marca 16,56 metros na manhã desta terça-feira (27), em Porto Velho. De acordo com a Defesa Civil Municipal, a previsão é que o aumento ocorra até o próximo domingo, 1º de abril, podendo atingir a cota de 17,20 metros, para a partir de então, começar a reduzir gradativamente. Nesta terça-feira, pelo menos mais duas famílias devem ser retiradas de residências alagadas.

 

 

As chuvas na Bolívia, nas cabeceiras dos rios Beni e Madre de Dios, são os principais motivos pela cheia do Rio Madeira. As águas percorrem toda a extensão e, segundo a Defesa Civil, com o monitoramento do que acontece no país vizinho, esse tempo é importante para adotar medidas de prevenção. “Nós trabalhamos com monitoramentos constantes, interligados com outros órgãos, e observamos o que acontece na Bolívia. Com isso, a gente consegue ter uma dimensão mais aproximada do que pode chegar aqui. Nem sempre é o real, mas é o mais próximo possível. E aqui em Porto Velho, tanto na área urbana quanto nos distritos, nós continuamos mapeando as áreas de risco e conversando com as famílias que já estão com a água na porta de casa”, afirma Marcelo Santos, diretor da Defesa Civil Municipal.



Desde o início da enchente, o trabalho de monitoramento tem sido feito pela Defesa Civil para evitar que as famílias permaneçam em locais alagados. Em 19 de janeiro deste ano foi decretado o estado de alerta no município de Porto Velho, por conta da cheia do Rio Madeira. Nesse período, várias 22 famílias tiveram que ser desalojadas ou desabrigadas em Porto Velho. Nesta terça-feira, mais duas famílias dos bairros Nacional e São Sebastião II esperam ajuda da Defesa Civil para deixarem a região inundada. 



Essas regiões são afetadas também pelas chuvas que têm ocorrido em Porto Velho. No último sábado (24), a chuva fez o nível do Igarapé Milagres, no Bairro São Sebastião II, elevar e várias casas localizadas ao final da Rua Limeira foram atingidas pela água. Conforme a Defesa Civil, como em muitos dessas residências o assoalho é elevado, os moradores estão deixando os imóveis aos poucos. “No domingo, conversamos com eles, orientamos a sair e deixamos água para aqueles que resolveram ficar. Ontem (segunda), já retiramos duas famílias do São Sebastião II. Hoje, já vamos retirar mais uma do São Sebastião e outra do Nacional”, afirma Marcelo Santos.



A enchente atinge ainda a região do Porto Cai n’Água. Com um trecho da Rua Rio Machado alagado, há postes de energia elétrica que já estão dentro. O local é usado por algumas embarcações para carga e descarga. 

Distritos


Na região do Baixo e Médio Madeira, os moradores que tiveram os imóveis atingidos pela enchente continuam nos distritos, mas em locais mais altos, alguns atendidos com as barracas da Defesa Civil. Os moradores recebem água mineral constantemente para evitar que usem a água do rio. Os moradores dos distritos Boa Hora, Mutuns e Ressaca são alguns que estão ilhados por causa do aumento das águas. 

Nvel do Rio Madeira continua subindo e pode ultrapassar 17 metros at domingo, diz Defesa Civil
Fonte:rondoniagora.com.br