FATALIDADE - BEBê MORRE APóS SER ATROPELADA PELA CAMINHONETE DO PRóPRIO AVô EM ARIQUEMES


Fatalidade - Bebê morre após ser atropelada pela caminhonete do próprio avô em Ariquemes

27/01/2018

Uma menina de 1 ano e 5 meses morreu após ser atropelada pela caminhonete do próprio avô em Ariquemes - RO, no Vale do Jamari, na noite da última quinta-feira (25). De acordo com a Polícia Militar (PM), o caso aconteceu na calçada de um imóvel, após a menina sair de dentro do veículo ao encontro da avó. Ao tentar segurar a neta, o avô tirou os pés do pedal e como a menina já estava do lado de fora, a caminhonete movimentou e passou por cima da bebê.



Segundo o boletim de ocorrência, quando a PM chegou no local, o Corpo de Bombeiros e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) já haviam constatado o óbito de Laura Vitória da Silva, no entanto.



A enfermeira do Samu, Simone Souza, atendeu os avós da criança logo após o acidente. Ela lembra que os idosos estavam extremamente abalados pela situação e precisaram ser socorridos até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA).



"O avô estava com a criança no colo e entrou no veículo, ligou a caminhonete, colocou a bebê no banco do carona, abriu a porta pra avó entrar. Nisso a avó vinha e a criança pulou na tentativa de ir pro colo dela. A avó não conseguiu ver que a criança estava pulando e o avô, ao tentar segurar a criança, tirou os pés dos pedais do veículo", disse.

 

Após o avô soltar os pedais do veículo para segurar a criança, a caminhonete se movimentou e a menina foi atropelada. Ela morreu ainda no local. A avó da criança foi atingida pela porta da caminhonete que estava aberta e ficou com ferimentos leves.

 

Dica de segurança

O policial da Patrulha de Trânsito (Ptran) PM, Renato Vanjura, destaca que não é possível culpar alguém nesse momento, onde o acidente ainda está sendo investigado, mas lembra da necessidade dos condutores se atentaram para a segurança das crianças.

Crianças de até um ano precisam andar no equipamento bebê conforto. De 1 a 4 anos na cadeira de segurança. A partir de 4 anos até 7 no assento de elevação e dos 7 até 10 anos no banco de trás, sempre com cinto de segurança. Apenas a partir dos 10 anos é permitido que a criança fique no banco do carona.

"É muito comum os pais não respeitarem as normas de trânsito com seus filhos. O pai sempre tem a percepção que nunca vai acontecer com ele e infelizmente quando acontece é uma tragédia", explicou.

O acidente foi registrado na 1ª delegacia de Polícia Civil de Ariquemes. O velório da criança ocorreu na tarde desta sexta-feira (26).

 

 

 

 

 

Matéria: G1/RO