VISÃO DE FUTURO: SÃO FRANCISCO DO GUAPORÉ É DESTAQUE NA BR-429

09/08/2017

O tempo passou e as localidades que começaram como pequenas residências de famílias vindas de outras cidades do Brasil, como é o caso do agricultor Aristide, cresceram e hoje são municípios que contam com a sua importância.

.

Com a abertura da BR-429, na década de 1970, muitas pessoas viram em Rondônia uma oportunidade de crescer. E com o ciclo migratório começava a chegar por aqui família vindas do Nordeste e de outros cantos do Brasil.

 

Natural de Vila Bela da Santíssima Trindade, no Mato Grosso, o agricultor Aristide leite chegou à região quando o acesso ainda era feito numa densa e fechada mata. Anos passaram e o desenvolvimento chegou, porém, gradativamente, mas, será que hoje ele pensar em deixar o local?

O tempo passou e as localidades que começaram como pequenas residências de famílias vindas de outras cidades do Brasil, como é o caso do agricultor Aristide, cresceram e hoje são municípios que contam com a sua importância.

 

São Francisco do Guaporé, com mais de 21 mil habitantes é um dessas localidades. O município como a maioria nessa parte de Rondônia é bastante jovem. Sua instalação aconteceu no dia 27 de dezembro de 1995. Uma das características de São Francisco é a modernidade.

Nas ruas, luminárias com led, dão um ar de cidade contemporânea e ousada. Mais que isso, demonstra por meio dos seus administradores uma visão de futuro. “São Francisco tem duas características: Uma delas é a preservação ambiental, já que 65% do seu território é constituído por reservas. Outro fator é pela produção agrícola e pecuária”, esclarece a prefeita, Gislaine Lebrinha.

Gislaine Lebrinha é uma prefeita reeleita. Nas eleições de 2016, a bioquímica por formação foi mais votada entre todos os prefeitos do Estado. Com 83% de aprovação. No currículo administrativo dela, as notas da chefa do executivo local só evoluem.

“O fato de me formar na área de saúde hoje me ajudar a olhar com mais zelo os problemas de todas as áreas e corrigi-los. Sou a chefa do executivo, mas junto a mim atua toda uma equipe, que colabora e muito para melhorar o município de São Francisco do Guaporé”, destaca a prefeita.

 

Na economia, a pecuária com mais de 400 mil cabeças de gado, junto com a agricultura no cultivo do inhame, do café clonal e do urucum despontam os números do PIB. 

 

São Francisco do Guaporé é considerado um dos municípios mais prósperos dos seis que existem no eixo oeste do estado, localizados na Br-429.  O exemplo disto está nas ruas. O vai e vem das caminhonetes que praticamente dominam o trânsito, é sinal de progresso econômico.

Mas ainda assim, elas não são a maioria por aqui. De acordo com dados do departamento nacional de transito, Denatran, as motocicletas é que sim: dominam. São mais de quatro mil.

Assim como no trânsito, o comércio é intenso. E se tem movimento é porque o real circula. O dono deste hotel, no centro da cidade, resolveu transformar o empreendimento em uma mina para ganhar dinheiro.

 

O segredo: investir no turismo. Nas portas e janelas da hospedaria, imagens da fauna e flora da Amazônia ocidental registradas no vale do guaporé.

Mas se tem uma coisa que os são-francisquenses gostam mesmo de fazer e com prazer é seguir rumo ao altar. Aqui eles não brincam em serviço e nem bobeiam na hora de flertar com quem eles estão de olho. Deu mole, a aliança está no dedo e de preferência no esquerdo. A taxa de casamento no município segundo o IBGE supera a do divorcio e de separações.

 

Fonte: NewsRondônia