Taxista acusado de matar moto taxista em São Francisco apresenta com advogados

31/07/2017
 

A Polícia Civil em São Francisco do Guaporé, após instaurar o inquérito policial, esclarece a morte do moto taxista Lino e apreende revolver e as munições do crime.

 

A Polícia Civil de São Francisco e Costa Marques, com apoio de guarnições da Polícia Militar, empreenderam diligencias durante a noite do crime do moto taxi Esvanildo Mendes Barbosa Lino, buscando localizar o autor do disparo que levou a vítima á morte nesta sexta-feira (28), ocasião em que foi qualificado o autor do delito, seu endereço, número telefônico e local de trabalho.

 

 

Na tarde deste sábado (29), advogados do acusados compareceram na delegacia de polícia na companhia do nacional Paulino Padilha da Costa apresentando ao Delegado Dr. Leomar Gonçalves, que interrogou o infrator, indiciou pelo crime de homicídio e apreendeu a arma utilizada no crime, um revólver calibre .38, com quatro munições intactas e uma deflagrada.

 

 

Sustentou o autor do tiro que, Lino havia lhe agredido no ano passado e no dia do crime o provocou com insultos e ameaças de agressões.

 

 

Conforme esclarece o Delegado que preside o inquérito, a justificativa apresentada não livra o infrator das penas da lei, e por isso foi o nacional indiciado pelo crime de homicídio no art. 121, caput do Código Penal.

 

 

O inquérito será concluído em trinta dias e será encaminhado ao Ministério Público e judiciário juntamente com as perícias determinadas no curso da investigação.

 

 

Fonte: Rota Comando