Rondoniense participa de MotoCross das Nações na Letônia

03/09/2014
A Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM) divulgou nesta quarta-feira, 27, o time de pilotos que representará o Brasil no Motocross das Nações 2014, marcado para os dias 27 e 28 de setembro, na cidade de Kegums, na Letônia.
Rodrigo Selhorst, que não compete no campeonato brasileiro de motocross desde 2008 (ano em que foi campeão na MX2), representará o país na MX2. Roosevelt Assunção, que não figura entre os melhores do país desde 2009, quando terminou o campeonato nacional em quarto na MX1 e sexto na MX2, será o atleta do Brasil na categoria MXGP e, Thales Vilardi, o único que disputa o nacional atualmente, será o piloto da MX Open.
Roosevelt correu o Motocross das Nações de 2000, na pista de Saint Jean D’Angely, na França, ao lado de Chumbinho e Massoud Nassar (foram eliminados na repescagem). Naquele ano ele havia se tornado campeão brasileiro na categoria 125cc (dois-tempos), feito que repetiria em 2002. Em 2014, porém, o piloto sequer correu uma etapa do Brasileiro de Motocross.
A nota que divulga o time não esclarece qual o critério de escolha dos pilotos. Como o BRMX adiantou anteriormente, a CBM deu carta branca para Manuel “Cacau” Carlos Hermano, empresário com ligações na Yamaha europeia, montar o time. Previamente, o chefe da delegação queria uma equipe formada por pilotos da Yamaha Grupo Geração, que estão em atividade. Thales Vilardi, Rafael Faria e Anderson Cidade seriam os nomes “lógicos”, mas como a final do Arena Cross será no mesmo fim de semana do MXoN, Faria e Cidade não foram liberados para viajar à Letônia. Thales, como não disputa as primeiras posições do Arena, ganhou o “green card” da esquadra azurra. Se buscou então nomes como Ramyller Alves, Marçal Müller e Rodrigo Lama, mas nenhuma negociação evoluiu, até que nesta quarta-feira a CBM confirmasse a inscrição com Selhorst, Thales e Roosevelt.
 
 

Fonte: CBM